Fale conosco

O que você está procurando?

TV e Cinema

Veruska Donato pede demissão da Globo após mais de 20 anos de casa

Veruska Donato se demite da Globo
Veruska Donato se demite da Globo - Crédito: Reprodução / Instagram

A repórter Veruska Donato escreveu um longo desabafo nas redes sociais para explicar a decisão

A jornalista Veruska Donato surpreendeu a web nesta quarta-feira, 03/11, ao anunciar a sua saída da TV Globo após mais de 20 anos de trabalho na emissora. Por sua vez, para explicar sua decisão, a repórter escreveu um longo texto em forma de desabafo nas redes sociais e emocionou os internautas com sua sinceridade.

++Cissa Guimarães é dispensada da Globo após 40 anos de emissora

Assim, ao postar uma foto do crachá da emissora, ela iniciou a mensagem ao descrever os impactos negativos que a pandemia de Covid-19 deixaram em sua vida e na sociedade.

“Adeus! Sou um misto de ansiedade, saudade, alegria e tristeza. Nos últimos anos ouvi amigos queridos aconselharem a “relaxar”, “deixar pra lá”, “as coisas agora são assim “, “um dia você acostuma ou adoece”. Eu adoeci. Adoeci de saudades da família, da segurança de um lar, de medo, medo de morrer, de ver pessoas queridas morrerem. Vi ,ouvi e contei histórias de tragédias, filhos que ficaram órfãos, pais que enterraram seus filhos, vi o desamparo e o desespero de quem foi obrigado a combater a doença. A gente se perguntava: Quando vai passar? A covid sucumbe a vacina, mas uma outra doença, essa antiga, mostra a cara de maneira cruel, a fome”, declarou ela.

++Tiago Leifert não renova contrato com a Globo

Então, a jornalista falou sobre os ataques na internet

Veruska falou do ódio explícito nas redes sociais e ainda declarou que vai voltar para sua terra natal, no Mato Grosso do Sul:

Fiz várias reportagens sobre o quanto ela castiga, o quanto resiste. Descobri que diferente da fome, eu não sou resistente, diante dela me senti impotente. Há dois meses postei no Instagram uma foto e um elogio ao padre Julio Lancelotti e o trabalho que ele faz na cracolândia, recebi dezenas de ofensas e xingamentos, alguns apaguei. Eu já criei uma couraça em relação às redes sociais, mas o padre? Ah, não. O padre Julio é símbolo de afeto, é puro amor. Esse ódio mexeu comigo. Então lembrei da pergunta que a amiga Maria Jose Sarno, nossa querida Zezé fez: onde habita a sua alma ? Onde mora a sua paz? Volto prá casa, volto prá Campo Grande, a cidade onde nasci, cresci, me formei e deixei sem me despedir direito, encantada que estava com a possibilidade de trabalhar em Brasília“.

Lembranças da infância e o retorno para o lar

Por fim, ela escreveu de forma poética o seu retorno à cidade que cresceu e que plantou memórias ainda muito vivas: “Volto prá conquistar a minha mãe com quem tive muitos conflitos, volto para as amigas queridas da infância, para ver meus sobrinhos crescerem, para rir com meus primos das brincadeiras na fazenda dos nossos avós. Volto pra capital morena, das árvores, dos Ipês, do arroz com pequi, da guavira, da galinha com guariroba, onde a gente come churrasco de cupim e costela, volto prá terra que dá tomate em rama, manga docinha e goiaba no pé.

Volto prá viver a história com um antigo amor que rompi ao partir apressada. É a vida cobrando o que é valioso. Precisei fazer escolhas. Deixo vocês e deixo a globo, e para São Paulo que me acolheu com tanto amor deixo meu bem mais caro. Carolina fica prá estudar, deixo pra SP o meu melhor“, assim, concluiu.

Em seguida, confira a publicação da jornalista.