Fale conosco

O que você está procurando?

Novelas

Nazaré: resumo da novela de 27/09 a 01/10

Laura na novela Nazaré - Crédito: Reprodução / Instagram
Laura na novela Nazaré - Crédito: Reprodução

Em Nazaré, Laura não pensa em outra coisa que não se vingar de Verônica, mas Gonçalo pede que não o faça

Capítulo 95 – Segunda-feira 27

No quarto do hotel, vemos Nuno tirando uma arma de um saco. De seguida, vai para o banho, faz a barba e se apronta para sair. Já na recepção, Gonçalo e Nuno dão um encontrão e Gonçalo fica com a sensação de que o conhece de algum lado. Na Atlântida, Nuno fala com Verônica. A conversa corre bem e Verônica gosta do seu currículo ainda que Nuno minta e diga que saiu da PSP por vontade própria. Verônica pergunta a ele porque se mudou de Lisboa para Leiria e Nuno diz que foi um mero acaso e que quis apenas mudar de ares. Érica está em casa e quando vai para descer as escadas sente uma enorme contração. Aflita, chama por Paula, mas percebe, rapidamente, que está sozinha. Liga para a mãe, em desespero, e Verônica diz que vai ligar ao 112, pede-lhe que respire fundo e que aguarde ela chegar. Bernardo vai ao encontro do inspetor Prata no Restaurante e falam do acidente de Félix e Verônica. Prata está convencido de que foi apenas um acidente, mas Bernardo insiste e diz que acredita que anda um assassino à solta.

No Hospital, Sofia continua em coma. Os filhos estão no quarto com ela e Carol lê um livro. Carol sai para ir buscar algo para comer e Pipo, em desespero, suplica à mãe que acorde, pois não consegue aguentar mais a vida sem ela. Érica já está em trabalho de parto e a ser assistida. Verônica está com ela e vai ajudando a filha durante o parto. Nasce a bebê e Érica fica derretida. Verônica quer afastá-la da criança, mas Érica diz à mãe que afinal mudou de ideia e que quer ficar com a filha. Verônica fica em choque. Nuno invade a casa de Nazaré. Está na sala remexendo em tudo à procura de alguma pista que o possa conduzir até ela. De repente, ouve um barulho e fica alerta. É Joaquim quem entra e que, ao perceber que lá está alguém, apressa-se a ir buscar uma faca. Nuno consegue se esconder e Joaquim não o vê. Joaquim chama Dolores, que aguardava lá fora, e pede desculpa a ela pela confusão. Começam a dar um jeito na casa quando Nuno aproveita para escapar.

Antes de sair, Nuno alcança o celular de Joaquim e tira uma fotografia. Sai deixando a porta aberta. Joaquim estranha a porta estar aberta porque tem a certeza que a tinha fechado. Érica está rendida à filha e diz a Verônica que tem a certeza de que quer ser ela a tomar conta da bebê. Verônica fica furiosa. Cris e Luís chegam para ver a bebê. No bar do Hotel, Laura pede a Prata que lhe arranje os relatórios do acidente de Félix e Cláudia. Prata diz que não pode fazer isso, pois ela já não faz parte da polícia. Prata, preocupado, pede a Gonçalo que controle Laura. Laura e Bernardo falam sobre o acidente e chegam à conclusão de que foi algo encomendado. Laura desconfia de Verônica e diz a Bernardo que sem os relatórios ou os resultados da autopsia não há nada a fazer.

Capítulo 96 – Terça-feira 28

No hotel, Nuno verifica a fotografia que tirou no celular de Joaquim e começa a ligar para um número. Quando atendem, ele diz o nome de Nazaré e fica silêncio do outro lado. Nuno fica frustrado, não consegue perceber se é Nazaré ou não e se lembra de Joana, a sua mulher. Nazaré fica preocupada com a chamada que recebeu e conta a Matilde. Decidem ligar para Joaquim que diz que não deu o número a ninguém e pede a elas que tenham por perto a arma que deixou e que a utilizem, caso seja necessário. Na quinta, Bárbara fala com Duarte e diz que está saturada da sua luta pela Atlântida, mas ele é direto e diz que nunca vai desistir da empresa. Falam do casamento e de onde planeiam ir passar a lua-de-mel. De volta a casa, Verônica sugere nomes para a bebê e Érica desvaloriza e diz que quer esperar para saber quem é o pai para tomar essa decisão. Érica vai dar de mamar e Verônica supervisiona a filha.

Em casa, Ermelinda desabafa com Ismael sobre a viagem de Floriano à Disney. Ismael diz que a culpa foi dela que quis se separar e diz que, se fosse ela, ia atrás dele. Ismael se lembra de Cláudia e chora. No Restaurante, Nuno está atento à conversa de Glória e Matias e diz, simpático, que gostou do restaurante e planeja voltar mais vezes. Glória e Matias discutem o retorno de Toni à banca, um pouco apreensivos. Já tarde, Bernardo fala com o primo na sala da quinta. Bernardo, sempre muito assertivo, diz ao primo que não acha certo ele casar com uma mulher que não ama. Duarte fica desconfortável com a conversa. No bar do hotel, Pipo está super agitado e cansado. Fala com Ana, já irritado, porque não sabe do seu celular. Matias, ao notar o seu desespero, comenta que talvez o tenha deixado no hospital quando foi ver a mãe e se oferece para ir lá ver.

Capítulo 97 – Quarta-feira 29

Já no hospital, no quarto de Sofia, Matias procura o celular de Pipo. Olha para Sofia, com pena, quando ouve um suspiro e vê que os seus olhos tremem. De repente, Sofia abre os olhos e Matias toma um susto. Sofia se engasga com o tubo, não consegue respirar e Matias se apressa para pedir ajuda. A enfermeira e o Dr. Murilo ajudam Sofia e dizem a Matias que vão fazer exames e que avisam a família quando tiverem os resultados. Em casa, Pipo confronta Carol, pois descobriu que a irmã anda visitando o pai às escondidas. Carol admite que vai visitar o pai desde o início. Pipo está incrédulo com a atitude da irmã. Matias liga para Carol para contar que Sofia acordou. Eles correm para o hospital.

Já no quarto, Sofia fala com dificuldade e se emociona com a alegria dos filhos. Sofia fica sabendo que Heitor está preso. Toni está pronto para ir trabalhar e chama pela mãe e pelo irmão, mas percebe que não tem ninguém em casa. Quando chega ao Mercado, Glória tenta arranjar uma desculpa para que Toni não fique na banca. Toni percebe e fica magoado. Quando vê Bárbara, pergunta se ela gosta de ser um prêmio de consolação. Na quinta, Duarte fala com Luís sobre o negócio, mas ele está aéreo, só consegue pensar na bebê e Duarte diz que ainda não a foi ver por causa de Verônica. Chega o agrônomo que lhes dá a triste notícia de que o pomar está doente. Na Espanha, Nazaré está deitada na grama tomando sol quando sente a presença de alguém e se apressa a sacar da arma. Matilde se assusta e a filha pede desculpa e mostra que a arma não tem balas. Matilde dá a Nazaré o celular que comprou para ela.

Na casa dos Soares, Joaquim está muito feliz, pois conseguiu falar com Elsa e marcar um encontro na casa de Nazaré. Dolores atende a Duarte e fica preocupada com o que ele lhe conta. De volta à quinta, Duarte está de rastos, vai ter um enorme prejuízo por causa do pomar. O agrônomo explica que quem envenenou o pomar usou químicos bastante fortes. Duarte tem a certeza que foi Verônica e sai apressado. Duarte entra pela casa de Verônica a dentro e pergunta a Paula onde está a tia. Ele vai ao quarto de Verônica e a acusa de ter envenenado o pomar. Verônica, com um ar superior, diz que nunca iria se dar a esse trabalho e para ele se manter longe dela e daquela casa. Bernardo e Érica conversam enquanto a bebê está nos braços de Érica. Com os gritos de Verônica e Duarte, a bebê acorda. Bernardo e a irmã vão ver o que se passa e Érica fica zangada com o primo por não se ter dignado a ir visitar a bebê e agora aparecer para fazer um escândalo. Bernardo não acredita na mãe e sai com Duarte.

Capítulo 98 – Quinta-feira 30

Já na casa Gomes, Joaquim pede a Elsa que confesse que Verônica lhe pagou para raptar e manter Matilde sedada. Elsa tem medo e não quer ir presa. Joaquim garante que consegue um bom advogado para ela. Elsa fica de pensar no assunto. Na Atlântida, a secretária Maria diz a Verônica que Elsa esta lá para falar com ela. Elsa conta a Verônica que Joaquim se encontrou com ela e lhe pediu que fosse à polícia testemunhar contra Verônica. Verônica descansa Elsa, promete ajudá-la e pede que confie nela, pois vai resolver a situação. Na prisão, Carol conta a Heitor que Sofia já acordou do coma e Heitor chora sem parar. No bar do hotel, Gonçalo fala com Nuno e diz que tem a impressão de que o conhece. Nuno não reconhece Gonçalo e, com o desenrolar da conversa, Gonçalo percebe que Nuno se candidatou para ser segurança da Atlântida.

Na Atlântida, Verônica parabeniza Nuno, pois o lugar de segurança é dele e a proteção dela e da empresa está agora nas mãos dele. Nuno atira para cima da mesa o tema Nazaré para estudar a reação de Verônica. Joaquim está junto a Dolores, no Mercado, que lhe diz que tem medo que ela fuja dele e o plano caia por água abaixo. Quando sai, para ir fazer uma entrega, Joaquim encontra Elsa morta no porta bagagens do seu carro. Joaquim está desorientado, fecha a bagageira e procura algo no celular antes de arrancar. Nuno tenta ligar para Nazaré, mas o celular continua desligado. Verônica avisa a Nuno que Duarte está proibido de entrar na empresa. Já no seu gabinete, Verônica recebe Mike e o avisa para nunca mais se encontrar com ela ali. Ele quer o dinheiro, pois já fez o trabalho que ela lhe encomendou. Verônica dá o dinheiro a ele e o manda embora. Quando Mike sai, Nuno repara nele e estranha a sua presença, percebe que ele não é dali.

Na Espanha, Diego oferece um cesto de fruta e legumes a Nazaré. Ela agradece e diz que não poderá ir com ele ao festival, que fica para a próxima. Matilde tem pena da filha e Nazaré desabafa que está cansada de andar fugida. No meio da mata, Joaquim tira o corpo de Elsa do seu carro e o enterra num buraco. O carro deixa um rasto de pneus pelo caminho. Na quinta, Bárbara diz a Duarte que não devia ter feito queixa de Verônica, mas Duarte diz ter a certeza de que foi ela que envenenou o pomar. Bernardo está com o primo e também acha que a mãe é culpada. Na casa dos Carvalho, Pipo, de cabeça perdida, proíbe Carol de falar com o pai sobre a recuperação de Sofia, mas a jovem continua a acreditar na inocência do pai. Pipo, revoltado, sai para o quarto e Ana tenta explicar a Carol que ela está errada e que tem de abrir os olhos em relação a Heitor e não se deixar manipular.

Capítulo 99 – Sexta-feira 01

Nazaré percebe que o plano com Elsa falhou e fica revoltada. Está farta de se sentir presa e sem esperança de que algum dia a situação se possa inverter. Bárbara pede a Duarte que se interesse mais pela organização do casamento. Duarte fica tenso, tinha ponderado não ir a lua de mel por causa do pomar, mas ao ver o desespero de Bárbara muda de ideia e não a contraria. Na cozinha do hotel, Cris está nervoso e só espera que Luís seja o pai da bebê, pois Érica gosta dele e seria tudo mais fácil. Laura não pensa em outra coisa que não se vingar de Verônica, mas Gonçalo pede que não o faça. Prata está insatisfeito com a insistência de Laura em relação ao acidente de Félix e Cláudia. Ele diz que não ficou provado o envolvimento de Verônica no acidente e pede a ela que esqueça o assunto, mas Laura continua convencida de que está a escapar algo à polícia.

Na Espanha, Nazaré está vendo os pertences que guardou numa caixa, entre eles o seu anel de noivado e a aliança. Fica triste e revoltada por saber que nunca mais vai poder voltar. Matilde tenta consolar a filha, mas Nazaré diz que não consegue esquecer Duarte e que continua a amá-lo. Em Portugal, na quinta, e quase em sintonia, Duarte descobre a sua aliança e fica nostálgico ao recordar os bons momentos que viveu com Nazaré. Bárbara aparece no quarto e, deparando-se com a situação, fica cheia de ciúmes e inseguranças. Duarte a descansa, dizendo que agora o único casamento que importa é o deles. Bernardo, sempre muito direto, diz a Olívia que não se sente preparado para ter sexo. A jovem, com calma, explica a ele que não é sexo, mas sim amor.

Joaquim cruza com Verônica no Restaurante e a acusa de ter assassinado Elsa e de ter tentado incriminá-lo. Ele diz à vilã que gravou a conversa que teve com Elsa e que vai mostrá-la à polícia como forma de incriminá-la. Verônica avisa que ele não se meta no seu caminho porque se não, a próxima vítima será ele. Verônica entra em casa e não gosta de ver que Laura também lá está. Laura explica que quando soube que ela estaria presente, quis acompanhar o filho. Verônica não quer esperar por Luís e ordena a Érica que abra o envelope com os resultados do teste de paternidade. Na casa dos Soares, Luís se apressa, pois já está atrasado. De repente, entram dois capangas que agridem Luís e Joaquim. Luís, no chão já sem forças, não consegue impedir que Joaquim seja amarrado e levado. Érica revela que Cris é o pai da bebê. Cris fica atarantado com a notícia e a digerir quando Verônica diz a ele que não vai permitir que a neta seja criada por um drogado. Laura defende o filho e aconselha-os a falarem em privado.