Cynthia Senek: ‘Foi amor à primeira atuada’

Uma das estrelas da segunda temporada de 3%, a atriz se diz apaixonada pelo ofício e que não quer nem saber de um plano B: sua paixão é, mesmo, atuar!

Cynthia Senek | <i>Crédito: Sergio Shot
Cynthia Senek | Crédito: Sergio Shot


Quantas vezes, ao abrir as redes sociais, a atriz Cynthia Senek se depara com recadinhos em línguas que ela sequer sabe dizer quais são. Afinal, a atriz de 26 anos é uma das estrelas de 3%, a série brazuca mais assistida em todo mundo no serviço de streaming Netflix. “Interessante pensar que uma série que representa tanto a realidade brasileira seja vista em todos os cantos do mundo”, pondera.

Na produção, a estrela dá vida à Glória, uma jovem que vê seu maior sonho questionado veementemente pelo melhor amigo, Fernando (Michel Gomes). “Foi um processo de construção bem difícil e doloroso, porque não é fácil se imaginar vivendo naquela realidade. Foram dias insanos de ensaio, mas junto das diretoras conseguimos encontrar o ponto certo da Glória”, explica.

Em comum com a personagem, Cynthia tem a vontade de realizar seus sonhos. “Ela é uma jovem guerreira e decida, representa muito bem o nosso atual momento, em que as mulheres estão muito mais empoderadas”, arremata.

TITITI – A segunda temporada de 3% é uma das mais vistas lá fora. Recebe muitas mensagens de fãs de outros países?
Cynthia Senek
– Muitas! Estou impressionada com a quantidade de culturas que a Netflix consegue alcançar. Às vezes, recebo mensagens em línguas que não faço ideia de qual sejam! Interessante pensar que uma série que representa tanto a realidade brasileira seja vista em todos os cantos do mundo.

Pensa em seguir carreira internacional?
Não gosto de planejar muito as coisas, sabe? Quando criamos expectativas, deixamos de viver momentos tão maravilhosos quanto o que projetamos. Deixo sempre tudo na mão do universo e ele acaba me dando experiências muito melhores do que poderia ter imaginado. A carreia internacional, acredito, pode ser resultado de um bom desempenho aqui no Brasil e é nele que está todo o meu foco no momento.

Como surgiu o convite para participar da produção?
Foram vários testes até enfim receber a notícia que eu tinha sido aprovada. Esperava que fosse sucesso a segunda temporada até pelo nível de investimento e dedicação da Netflix com o projeto. Tudo foi muito bem planejado. Muitas atrizes fizeram teste para viver a Glória, até porque é uma das principais personagens, mas não fiquei com receio. O que é para ser, acontece. E aconteceu!

Sempre quis ser atriz ou teve um plano B?
Desde meu primeiro trabalho atuando, com 11 anos, nunca pensei em outra coisa a não ser atuar. Foi amor à primeira atuada (risos).

Continua morando fora do país?
Estou de volta ao Brasil. Minha viagem de estudos foi interrompida por um ótimo motivo: tive que voltar para gravar a terceira temporada de 3%. Estou completamente feliz em voltar para trabalhar.

Não pensa em voltar as novelas?
Deixo o universo cuidar do meu destino, mas se acontecer em um futuro breve, com certeza, vou adorar trabalhar num folhetim.

Quais seus próximos planos?
Tenho um trabalho de cinema previsto que será muito importante na minha carreira, além de gravar a terceira temporada de 3%, a ser lançada ano que vem.

 

 

 



25/06/2018 - 16:42

Conecte-se

Revista Tititi