Deus Salve o Rei: saiba como será o casamento de Afonso e Amália

A cena do casamento de Amália e Afonso está prevista para ir ao ar no dia 06 de fevereiro, próxima terça-feira

Amália (Marina Ruy Barbosa) e Afonso (Romulo Estrela) no casamento | <i>Crédito: Globo/Marília Cabral
Amália (Marina Ruy Barbosa) e Afonso (Romulo Estrela) no casamento | Crédito: Globo/Marília Cabral

Afonso (Romulo Estrela) e Amália (Marina Ruy Barbosa) vão celebrar o amor de forma simples, com um casamento sem luxo ou brilho, mas com muita emoção.  A gravação foi realizada em uma igreja nos Estúdios Globo e a festa, no cenário da casa dos pais de Amália, no quintal, com a família reunida. “Seguimos um ritual contemporâneo, como são os códigos da novela. É uma cerimônia simples, mas que emociona”, antecipa o diretor artístico Fabrício Mamberti. “Esse casamento traz para o início da novela a expectativa que normalmente acontece nos finais das histórias – mas logo depois algo acontece uma surpresa que muda completamente esse contexto”, completa o diretor.

Afonso e Amália trocam alianças e se dão conta da trajetória que percorreram. “Eu fico pensando tudo o que nós passamos para chegar até aqui”, sussurra Afonso, enquanto dança com a noiva. De fato, não foi pouco. Amália salvou Afonso de um ataque de ladrões, o príncipe voltou para Montemor, ela terminou o noivado com Virgílio (Ricardo Pereira) e ele virou plebeu. “Um longo caminho mas que, pode ter certeza, eu faria tudo de novo”, diz o personagem.

A cena e a confraternização foram gravadas em um dia, com cerca de 30 figurantes, mas a preparação para a sequência foi mais longa. Só o vestido de Amália levou um mês entre desenho e produção para ficar pronto. “O figurino da noiva foi feito com colchas compradas em brechós e tem um trabalho de macramê no decote e nos ombros. O véu foi feito da barra de uma rede e a tiara com flores de pano e medalhões que são porta joias de metal que reformamos. Foi confeccionado, tingido, bordado e adereçado nos Estúdios Globo”, adianta a figurinista Mariana Sued.

A decoração da igreja cenográfica e da casa dos pais de Amália foi feita no dia anterior à gravação, com guirlandas nas colunas de astromélias branca, lilás e amarela e chuvas de prata. “Usamos ainda cerca de cem metros de fitas azul claro e brancas para compor a decoração no quintal. A festa foi como um churrasco bem descontraído”, conta a produtora de arte Nininha de Médicis.

 

01/02/2018 - 16:30

Conecte-se

Revista Tititi