Treze Dias Longe do Sol: Gilda incrimina Newton por desabamento de centro médico

O terceiro capítulo da minissérie será eletrizante!

Gilda ( Debora Bloch ) digita o código no cofre: documentos, relógios e canetas caras. E um rolo de plantas incriminadoras! | <i>Crédito: Globo/Reinaldo Marques
Gilda ( Debora Bloch ) digita o código no cofre: documentos, relógios e canetas caras. E um rolo de plantas incriminadoras! | Crédito: Globo/Reinaldo Marques
Gilda (Debora Bloch) não teve nem tempo de lamentar a possível morte do amigo Saulo (Selton Mello). Precisou correr contra o tempo para garantir que as causas do desabamento não viessem à tona, o que a colocaria entre os possíveis culpados pela tragédia. Rapidamente encontra um bode expiatório, o engenheiro contratado para fazer os cálculos estruturais do empreendimento, Newton da Nóbrega (Enrique Diaz). A seu favor, sabe que o calculista não possui nenhuma das cópias da planta que contém os cálculos.

Enquanto proíbe Newton de entrar na Baretti Construtora, Gilda ganha tempo para reunir todos os documentos referentes à obra e levar para longe dali. Em seguida, vai à casa de Ilana (Maria Manoella), ex-mulher de Saulo, procurar no cofre a planta que poderia incriminá-los, já que a outra cópia estaria embaixo dos escombros. 

“Desculpa a hora. É que o Mota Mello me pediu um monte de papeis. Eu achei uma parte, mas faltam uns papéis que estavam com o Saulo. Eu posso olhar no cofre?”, diz à Ilana, que é também chefe do departamento de engenharia da faculdade onde Newton trabalha. A engenheira assente e não demora até que Gilda comece a acreditar que está temporariamente salva. 

10/01/2018 - 17:00

Conecte-se

Revista Tititi